RadioActive?

O RadioActive procura desenvolver e implementar uma plataforma na internet, incorporando a ferramenta de Web 2.0, ligada a metodologias pedagógicas inovadoras a desenvolver junto de comunidades juvenis e seus contextos, com o objetivo de abordar assuntos de inclusão e cidadania ativa de uma forma original e estimulante.

O projeto iniciou-se em 2013 com o financiamento europeu do Programa de Aprendizagem ao Longo da Vida (LLP/EU 531245-LLP-1-2012-1-UK-KA3-KA3MP). Em dezembro de 2014 o RA foi distinguido com o Prémio Inclusão e Literacia Digital, pelos seus bons resultados em Portugal. Esta distinção, atribuída pela FCT através da Rede TIC e Sociedade, destina-se à expansão do programa até janeiro de 2016.

Em 2016, passou a ser gerido em autonomia pelos centros Escolhas participantes. A coordenação foi assumido pelos Projetos Catapulta, Escolhe Vilar e Desafios desta 6ª geração do Programa Escolhas.

Neste momento este projeto conta com 8 grupos que produzem emissões.

EU_flag_LLP_PT-01Unknown        E6G

Podcast “O QUE SE FAZ PELA ESCOLA” do ESPAÇO J

Já está disponível o podcast da edição de dia 28 de Novembro onde os jovens da Lousã abordaram o tema do regresso às aulas. Esta emissão contempla algumas entrevistas a jovens e também uma pequena reportagem sobre as atividades que o Espaço J desenvolve na Escola Nº1: o Clube do Ambiente e a Animação de Recreios.
Neste programa os jovens também fazem um apelo à adesão do movimento Reutilizar, através dos Bancos do Livro.
 Se não ouviram em direto, não percam agora!

 

Os adultos também sabem! (parte II)

Em Lisboa, os adultos sabem muito. Juntamo-nos todos, formadores e formandos para aprender uns com os outros, fazer jingles, entrevistas e até cantar. Ora ouçam lá a emissão, que num bocadinho da tarde todos foram capazes de fazer!

 

 

Os adultos também sabem!

Aqui fica o podcast da emissão que resultou do workshop de formação que teve lugar no último dia 21 no IPDJ do Porto.

Monitores CID, Técnicos e Dinamizadores Comunitários de vários projectos do Programa Escolhas  juntaram-se para aprender um pouquinho mais sobre como fazer rádio comunitária e acabar eles próprios a fazer uma pequena emissão.

Ora ouçam lá!

 

O que se faz pela Escola | uma emissão do Espaço J

Na edição de 28 de Novembro, pelas 16h15, os jovens da Lousã vão abordar o regresso às aulas através de  entrevistas a alguns jovens e de uma breve reportagem sobre duas atividades que o Espaço J desenvolve na Escola Nº1, o Clube do Ambiente e a Animação de Recreios.
Para além desta dose de informação, nesta emissão os jovens do projeto apelam à adesão do movimento Reutilizar, através dos Bancos do Livro.
A não perder!

Formação RadioActive 101 em Lisboa | 22 de Novembro 2017

No dia seguinte à formação no Porto foi a vez da RadioActive viajar até Lisboa. Mais uma vez tivemos a companhia da Margarida Videira – responsável pela Medida IV Inclusão Digital do Programa Escolhas – e estivemos reunidos numa mistura de monitores CID, Técnicos, Dinamizadores Comunitários e participantes de projetos da zona de Lisboa e também do Algarve.

Este dia foi uma loucura! Com muitos participantes que já fazem música, vídeo e até rádio os papéis inverteram-se e deixou de haver formandos e formadores. Foi fantástico!

Agradecemos a todos a sua presença, em particular ao jornalista da TSF Rui Sousa que aceitou o nosso convite para falar de géneros jornalísticos para a rádio.

Certamente estaremos juntos novamente… para novas aventuras radiofónicas!

 

Formação RadioActive 101 no Porto | 21 de Novembro 2017

A RadioActive esteve a lançar mais sementes junto de projetos do Programa Escolhas neste dia 21 de Novembro no IPDJ do Porto. Fomos acompanhados pela Margarida Videira – responsável pela Medida IV Inclusão Digital – e convidámos monitores CID, Técnicos, Dinamizadores Comunitários e participantes de projetos da zona norte para se juntarem a nós neste dia de aprendizagens.

Agradecemos a todos a sua presença, em particular ao jornalista e professor João Paulo Meneses que aceitou o nosso convite para falar de géneros jornalísticos para a rádio.

Esperemos que haja frutos desta formação e que a nossa rede se torne cada vez maior!

«